Caminhos para a sustentabilidade

< Voltar

Insights

14/07/2022

Caminhos para a sustentabilidade

FGV In Company reúne especialistas para discutir desafios e tendências

A sustentabilidade é uma das principais preocupações das empresas que estão empenhadas em cumprir a agenda ESG. E a mudança climática é uma questão prioritária para as organizações e toda a sociedade. Mas, segundo especialistas, o problema vai muito além da questão do clima, e envolve uma série de procedimentos e práticas como reciclagem, energia renovável, transporte alternativo, tecnologia e pessoas. Esse foi o tema principal do debate “Caminhos para a sustentabilidade” organizado pelo FGV In Company e pela revista GV-executivo.

Professores e representantes de diversas organizações públicas e privadas marcaram presença no evento, que também foi transmitido ao vivo, e contou com a participação do coordenador do Centro de Sustentabilidade da FGV, Mario Monzoni, da professora e pesquisadora EAESP - FGV, Lívia Pagotto, o professor EASP - FGV, Aron Belinky e Adriana Wilner, editora da revista GV-executivo.

A sustentabilidade também foi o tema escolhido para esta primeira edição da revista que comemora vinte anos. “O ESG é um assunto importante que tomou conta das redes sociais e está na agenda dos setores empresariais e financeiros, mas isso tem que ser ampliado e não ficar restrito a uma elite”, comentou Mário. Segundo Monzoni, os desafios sociais e ambientais são grandes e será preciso uma inovação disruptiva na produção, consumo e nos negócios para dar conta dessa demanda.

De acordo Aron Belinky, o compromisso empresarial não deveria se esgotar no ESG. “Isso pode até ser um risco para a sociedade e para os negócios. As pessoas estão tratando ESG como sinônimo de sustentabilidade, mas não é isso”. Segundo o especialista, existem empresas estrangeiras e nacionais que têm boas práticas de ESG no Brasil. Mas ainda não existem métricas globais que avaliem o desempenho e o cumprimento da agenda.

“O ambiente de negócios está mudando e a sociedade vai exigir uma postura diferente com relação à inclusão e sustentabilidade. As empresas precisam entender onde está a sinergia com a sustentabilidade e pensar estrategicamente quais as vantagens que elas podem ter em relação aos concorrentes e que tipo de contribuição elas podem dar para o meio ambiente nesse novo cenário”, explicou Aron.

Os especialistas também discutiram sobre o mercado de carbono regulado - um dos instrumentos de política pública para ajudar a implementação de metas climáticas - a utilização de carros elétricos e o desenvolvimento sustentável da Amazônia.

Para a pesquisadora Lívia Pagotto, é preciso repensar o sistema e buscar novos modelos de governança ambiental para lidar com as transformações do mundo.  “Os Estados, sozinhos, não têm capacidade de leitura e nem de resposta para esses problemas. É preciso envolver a sociedade civil, empresas e várias organizações para convergir ideias e buscar soluções”, disse Lívia.

O desafio é grande e as empresas precisam trabalhar para cumprir propostas ambiciosas. Diante dessa urgência, muitas organizações têm acelerado a implementação de ações alinhadas com práticas que gerem resultados. Diante desse cenário,  o professor Aron lembra que impacto positivo e propósito são  palavras-chave que vão fazer a diferença.

 

Revista GV-executivo comemora 20 anos

Lançada 2002, pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EASP - FGV) a GV-executivo comemora vinte anos de publicação. A revista, focada em gestão, conta com a participação de pesquisadores e líderes empresariais que abordam temas relevantes e práticas inovadoras relacionadas a gestão. Com um novo formato editorial a revista on-line apresenta artigos que tratam de temas atuais como transparência, diversidade, transformação digital e inovação aberta.  

Segundo Adriana Wilner, editora adjunta da revista, uma das características da publicação são os cadernos especiais com artigos que abordam temas emergentes para a gestão empresarial e pública. “Os artigos desta primeira edição, são frutos de pesquisas realizadas pelo Centro de Sustentabilidade da FGV que atua no desenvolvimento de estratégias, políticas e ferramentas de gestão pública e empresarial”, explica Adriana.   A publicação é acessada gratuitamente por gestores de empresas, estudantes da Escola e pelos alunos do FGV In Company. Confira aqui a edição Caminhos para a sustentabilidade da GV-executivo.

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação e utiliza tecnologias como cookies para armazená-las e permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações, acesse o nosso Aviso de Cookies e o nosso Aviso de Privacidade.