Desafios da indústria 4.0 no cenário brasileiro

< Voltar

Insights

09/05/2022

Desafios da indústria 4.0 no cenário brasileiro

Para competir com os grandes players internacionais o Brasil precisa de mais profissionais qualificados

O uso das tecnologias digitais na indústria tem garantido o aumento da capacidade produtiva de micro, pequenas, médias e grandes empresas de diferentes segmentos no mundo inteiro. O conceito de Indústria 4.0, que parecia algo muito distante para a realidade brasileira há alguns anos tem provocado uma nova “revolução industrial”. Ele se baseia no uso de diferentes tecnologias para a criação de redes inteligentes que conectam e integram todas as etapas da cadeia produtiva de uma indústria, tendo como pilares a robótica, segurança de dados, IOT - internet das coisas, a realidade aumentada, a manufatura aditiva, a integração de sistemas, a computação em nuvem e a análise de dados.

Mas, o que será que mudou nessa última década desde o surgimento da indústria 4.0 na Alemanha, em 2011?  O fato é que as indústrias continuam em busca de inovações para otimizar processos e aumentar a lucratividade. Mas, além da crise econômica e dos impactos causados pela pandemia, a indústria também enfrenta os desafios impostos pela tecnologia.  Se por um lado os processos de automação provocam redução de postos de trabalho convencionais, por outro, a necessidade de pessoal especializado e a grande demanda por pesquisa e desenvolvimento geram cada vez mais oportunidades para profissionais capacitados, com formação multidisciplinar e compreensão das mudanças tecnológicas.

A boa notícia, é que segundo especialistas, já existem no Brasil indústrias que possuem um alto nível de inovação e maturidade digital, como as dos setores farmacêutico, automobilístico e de alimentos e bebidas. Já o agronegócio, por exemplo, tem apresentado muitas inovações tecnológicas em seus processos, mas ainda precisa de mais conectividade para ter mais eficiência.

Cenário da Indústria 4.0 no Brasil

Interessada em avaliar os desafios desse segmento, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo - Fiesp - realizou uma pesquisa para identificar o grau de conhecimento sobre o conceito de Indústria 4.0. Segundo o estudo, feito em parceria com o Senai-SP, somente 41% das indústrias utilizam o lean manufacturing, ou sistema de produção enxuta. E 32% dos entrevistados não tinham ouvido falar em quarta revolução industrial, indústria 4.0 ou manufatura avançada. Por isso, a disseminação de conhecimento sobre indústria 4.0 mostrou-se essencial para o avanço do país nesse processo.

A pesquisa identificou quais as qualificações esperadas do profissional do futuro. E os principais aspectos levantados foram: automação, cibersegurança e capacidade analítica e preditiva. Para as pequenas empresas, a habilidade de “programação” mostrou-se mais relevante. Enquanto as médias e grandes empresas destacaram a competência para o “gerenciamento de dados”. 

Em resumo, além da inovação, os colaboradores da nova indústria também precisam estabelecer uma visão de futuro, alinhada com o desenvolvimento das novas tecnologias. Os gestores devem ser capazes de acompanhar a fusão dos mundos reais e virtuais na produção, pois terão que lidar e coordenar equipes formadas por humanos e robôs.

A formação de profissionais qualificados requer dos gestores a busca de informação constante e a compreensão dos conceitos e princípios da nova indústria. Só assim os líderes serão capazes de avaliar benefícios e impactos da implementação das novas tecnologias. Outra questão é a mudança na cultura.  A cultura de uma organização é baseada em processos antigos já assimilados pelos colaboradores. Essa grande mudança de paradigma, pode trazer bastante resistência e precisa ser realizada de forma gradual.

Os profissionais de Recursos Humanos precisam estar atentos aos novos perfis exigidos pelo mercado e serem capazes de identificar nas próprias empresas colaboradores com as aptidões necessárias para o aprendizado das novas funções. Investimentos em formação de equipes e educação corporativa também são necessários.

Fale com a gente para desenvolver uma solução customizada para sua empresa.

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação e utiliza tecnologias como cookies para armazená-las e permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações, acesse o nosso Aviso de Cookies e o nosso Aviso de Privacidade.