Diversidade e Inclusão: temática ganha espaço na educação corporativa

< Voltar

Insights

Grupo de profissionais diversos reunidos ao redor de uma mesa de reuniões. Há uma mulher idosa de pé, uma cadeirante ao lado de um um rapaz negro, duas mulheres jovem e um homem de meia idade.
25/11/2021

Diversidade e Inclusão: temática ganha espaço na educação corporativa

A cultura organizacional é um componente central na construção de um ambiente de respeito, inclusivo e com oportunidades iguais de crescimento. Por isso, a educação corporativa tem tratado cada vez mais da diversidade e inclusão: as organizações precisam estar preparadas para receber a todos e, assim, desenvolver seu potencial para se diferenciar no mercado.

A crescente conscientização da sociedade para tratar dessas demandas também fez com que investidores e consumidores passassem a valorizar organizações que se preocupam com essas questões sociais e isso se tornou uma tendência não só no Brasil, mas no mundo inteiro.

Inclusão como função estratégica

Debater com os funcionários as questões que tangem diversidade, as peculiaridades desses grupos e sua inclusão no ambiente de trabalho não é apenas um tema social, mas tornou-se uma questão estratégica para as organizações. 

Vários estudos organizacionais relatam que ainda há muito o que fazer para construir esse ambiente. Escrito por Luis Alex Silva Saraiva e Hélio Arthur Irigaray, o artigo "Políticas de Diversidade nas organizações: uma questão de discurso" analisou uma empresa multinacional e constatou que os discursos e práticas adotadas com minorias se contradizem. Os principais motivos são o preconceito arraigado dos próprios empregados, permissividade por parte da gestão e políticas de estímulo à diversidade e inclusão voltadas mais para o mercado do que para a sociedade.

Apesar da grande expectativa da sociedade em ver as corporações alinhadas com essa pauta, apenas 21% dos brasileiros entrevistados concordam que existe uma diversidade étnico-racial elevada onde trabalham. É o que diz o estudo Diversity Matters (“Diversidade Importa”, em português) da consultoria multinacional McKinsey, que entrevistou 3.900 colaboradores de 1300 maiores empresas do Brasil, Chile, Peru, Argentina, Colômbia e Panamá.

Diversidade contribui para resultados no negócio

No contexto do mundo atual, é impossível que uma corporação sobreviva sem inovação. A mesma pesquisa citada anteriormente afirma que empresas comprometidas com a diversidade relatam maiores níveis de inovação e colaboração dos funcionários, assim como líderes melhores em promover a confiança e trabalho em equipe. Nesses casos, o estudo concluiu que os colaboradores nessas corporações têm probabilidade: 

  • 152% maior de declarar que podem propor novas ideias e tentar novas maneiras de se fazer as coisas;
  • 77% maior de dizer que a corporação aplica ideias externas para melhorar a performance;
  • 76% maior de afirmar que a organização usa o feedback do cliente para atendê-lo melhor; 
  • 72% maior de afirmar que a corporação melhora consistentemente a maneira como realiza seus processos e
  • 64% maior de dizer que colaboram com ideias e práticas melhores.

Adotar medidas de inclusão e diversidade torna-se uma vantagem competitiva que, além de cuidar da integridade física, psicológica e laboral dos colaboradores, também faz a corporação ser bem sucedida. O estudo Why Diversity Matters (“Por que diversidade importa” em português) da Mckinsey relatou isso claramente ao concluir que empresas com forças de trabalho diversificadas racial e etnicamente tem 35% a mais de probabilidade a ter retornos financeiros acima da média nacional, enquanto que as empresas com diversidade de gênero também tem 15%.

A educação é o caminho

Diante desse contexto, a educação corporativa assume uma função estratégica fundamental para todas as corporações que desejam agregar valor à marca, atrair talentos e engajar os stakeholders.

Para isso, o FGV Action criou o programa "Implementando Estratégias de Diversidade", com a metodologia de aprendizado ativa do FGV in Company que prioriza a aplicação prática e orientação da organização por meio de mentorias. O professor Arthur Irigaray foi um dos responsáveis por organizar esse projeto, além de atuar na coordenação do programa, e conta como esses encontros contribuem para a corporação:

”Pensamos em criação de canais de comunicação, treinamentos e workshops em função das peculiaridades de cada organização. As políticas de diversidade melhoram o clima organizacional, aumentam a produtividade e facilitam o trabalho em equipe.”

Segundo Irigaray, é preciso montar estruturas que coíbam comportamentos e práticas discriminatórias. Depois de aplicadas, o que faz essas políticas funcionarem é o comprometimento dos gestores e o engajamento dos colaboradores. A educação corporativa torna o ambiente de trabalho mais justo e, consequentemente, também é uma forma de transformar o país.

Em vista da importância da mudança social na prática, o programa FGV Action Implementando Estratégias de Diversidade, desenvolvido para apoiar as organizações nesta jornada, utiliza a metodologia própria de aprendizagem ativa: DICA (Descubra, Inove, Construa e Avalie).

Primeiro, é preciso descobrir, ou seja, identificar oportunidades e desafios no que tange à diversidade. Então, é possível inovar, criar soluções levando em consideração as estruturas, processos, a cultura e o clima de cada organização. Depois, constrói-se políticas de acordo com as peculiaridades de cada organização para então avaliar os resultados do que foi desenvolvido.

Cases de sucesso: organizações proativas saem à frente

A construção de cases de sucesso em diversidade requer uma ação proativa, como o caso da Magazine Luiza que privilegiou a contratação de trainees afrodescendentes e trouxe para a marca um propósito maior que se sobressai no mercado. Outros exemplos de organizações que adotaram esse tipo de medida foi a sorveteria Il Sordo, em Aracaju, comandada somente por surdos; franquias do Mundo Verde que contratam apenas grupos minoritários e Utopiar, que produz moda em parceria com mulheres que estão superando a violência doméstica.

Gostou desse conteúdo? Clique aqui para conhecer as soluções customizadas que podem ser criadas pela FGV InCompany para qualquer organização pública ou privada.

Caso queira assistir o Webinar que fizemos sobre Diversidade, clique aqui.
 

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para saber mais sobre as informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.