Upskilling e Reeskilling: tudo que você precisa saber

< Voltar

Insights

mulher escrevendo no quadro branco
04/07/2024

Upskilling e Reeskilling: tudo que você precisa saber

Quais são as prioridades de reeskilling (requalificação) e upskilling (melhoria de competências) até 2027? 

Segundo o relatório sobre o futuro do trabalho publicado pelo Fórum Econômico Mundial (Future of Jobs Report 2023), essa resposta pode variar de acordo com o segmento de indústria, contudo algumas competências merecem destaque de maneira geral, tais quais: 

  • o pensamento analítico, que é considerado um core skill pelas organizações mais do que qualquer outra habilidade; 

  • o pensamento criativo, outra habilidade cognitiva;

  • habilidades de autoeficácia – resiliência, flexibilidade e agilidade;

  • motivação e autoconsciência; 

  • curiosidade e aprendizagem ao longo da vida – em reconhecimento à importância da capacidade dos trabalhadores de se adaptarem para ambientes disruptivos; 

  • confiabilidade e atenção aos detalhes;

  • afabetização tecnológica (ou literacia digital); 

  • atitudes relativas ao trabalho com o outro, como empatia e escuta ativa; 

  • liderança e influência social; e

  • controle de qualidade.

44% das competências sofrerão disrupção nos próximos 5 anos, segundo a pesquisa. Dada a importância da resolução de problemas complexos, o enfoque no desenvolvimento das habilidades cognitivas vem demonstrando crescimento. Pensamento sistêmico, IA e big data, além da gestão de talentos, orientação para serviços e atendimento ao cliente completam as competências em crescimento. 

Para lidar com esse desafio, as organizações afirmaram que 6 a cada 10 trabalhadores necessitarão de algum nível de formação até 2027. Entretanto, alguns pontos precisam ser muito bem definidos nas estratégias de treinamento, de modo que o resultado seja alcançado:

  • focar em competências e habilidades de fato relevantes para os treinandos e para a organização;

  • entender se o planejamento das ações de T&D apoiam a progressão de carreira do participante na organização;

  • definir metodologia, modalidade, periodicidade, experiências e estratégias de engajamento que estejam em linha com o público-alvo; e

  • avaliar o processo.

A pesquisa levou em conta informações de 803 empresas, que juntas empregam mais de 11,3 milhões de pessoas em mais de 27 segmentos de indústria e 45 economias de todas as regiões do planeta visando traçar um plano estratégico 2023-2027.

O FGV In Company é a unidade da FGV Educação Executiva responsável por customizar programas de curta e média duração, Pós-graduações e MBAs para que estejam alinhados com o objetivo do negócio de seus parceiros. Conheça nossas soluções.

Vinícius Farias – Superintendente do FGV In Company 

Esse site usa cookies

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação e utiliza tecnologias como cookies para armazená-las e permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações, acesse o nosso Aviso de Cookies e o nosso Aviso de Privacidade.